Buscar
  • marketing02410

Julia Duarte e Matheus Gomes vencem o CBSurf Xangri-lá Pro Surf no Rio Grande do Sul

A carioca assumiu a liderança do ranking brasileiro e o paulista foi a grande surpresa com a vitória em sua segunda participação no Circuito Profissional da CBSurf

Campeões em Xangri-lá (David Castro/Atlântida Pro) A jovem carioca Julia Duarte, 20 anos, e o paulista Matheus Gomes, 22, foram os campeões do CBSurf Xangri-lá Pro Surf nas finais contra a cearense Larissa dos Santos, 24, e o paraibano Samuel Igo, 29, na Praia de Atlântida, em Xangri-lá, litoral norte do Rio Grande do Sul. As vitórias valeram o mesmo prêmio de 30.000 Reais e 10.000 pontos decisivos na reta final do Circuito Profissional da Confederação Brasileira de Surf. Matheus Gomes subiu de 243 para 21 no ranking e Julia Duarte e Samuel Igo assumiram a liderança nesta penúltima etapa. A decisão dos títulos será na Praia da Taiba, na semana de 12 a 17 de dezembro no litoral norte do Ceará. A única chance para a carioca tirar o primeiro lugar da catarinense Tainá Hinckel, era a vitória no CBSurf Xangri-lá Pro Surf e conseguiu derrotar Larissa dos Santos nas difíceis condições do mar do domingo, com ondas pequenas e vento nordeste forte na Praia de Atlântida. Essa foi a terceira final consecutiva de Julia Duarte, que tinha perdido a da etapa de Matinhos (PR) para Tainá Hinckel e a de Florianópolis (SC) para Silvana Lima. Agora festejou sua primeira vitória e a liderança no ranking brasileiro, em sua primeira temporada como surfista profissional.

Julia Duarte (RJ) (David Castro/Atlântida Pro) "Estou muito feliz, queria muito liderar esse ranking e dedico a vitória aos meus pais. Agora vou pro Ceará, para cuidar do meu título pra ninguém pegar", disse Julia Duarte. "Eu amei esse lugar aqui e não foi tão frio como eu imaginei. Foram baterias muito disputadas e estou muito feliz. É muito importante esse dinheiro todo que estamos recebendo de prêmio, incentivando mais meninas a competir. Lembro que o primeiro campeonato que eu corri, só teve final. Agora são mais de 40 meninas e isso é incrível. Quero que o surfe cresça mais, sem perder o espírito do surfe e o lifestyle. Estou muito feliz e essa vitória é pra minha mãe e meu pai". O ranking masculino também tem um novo líder, o vice-campeão no CBSurf Xangri-lá Pro Surf, Samuel Igo. O paraibano ganhou um confronto direto com o paulista Marcos Correa, que tiraria a liderança do capixaba Krystian Kymerson, se vencesse essa bateria das quartas de final. Samuel Igo ainda precisava chegar na final, para ultrapassar os dois. E o índio da Tribo Potiguara, na Paraíba, conseguiu, derrotando o experiente ex-top do CT, Paulo Moura. "Estou muito feliz por fazer mais uma final. A bateria foi bem disputada, procurei surfar e no finalzinho ali, peguei a onda que achei que poderia vencer. Mas estou feliz por estar aqui em Xangri-lá, onde disputei meu primeiro QS muitos anos atrás e por sair daqui como líder do ranking", disse Samuel Igo. "Agora vou tentar me manter na frente e ser campeão brasileiro né. Já fui vice-campeão no ano passado e eu sabia da possibilidade de sair daqui líder. Foquei bateria por bateria e deu certo. O Nordeste é um lugar que é a minha casa, me sinto confortável lá, com o mar, as pessoas, então vamos com tudo pra Taíba". PRIMEIRA VITÓRIA - Assim como Julia Duarte, Matheus Gomes conquistou sua primeira vitória em etapas da Divisão Principal do Circuito Profissional da CBSurf. O paulista de Ubatuba que tem o campeão mundial Filipe Toledo como ídolo, só havia competido na de Saquarema (RJ), onde perdeu de cara. Ele chegou em Xangri-lá na posição 243 do ranking, disputou oito baterias desde segunda-feira até domingo na Praia de Atlântida e saltou para o 21.o lugar. A vitória já garantiu Matheus Gomes no grupo dos top-50 que vão disputar o Dream Tour 2023.

Matheus Gomes (SP) (David Castro/Atlântida Pro) "Eu fiquei com muita ansiedade todos os dias, não conseguia dormir, tive que tomar remédio pra dormir e só tenho que agradecer a Deus. Estou sonhando acordado", disse Matheus Gomes. "Eu fiz uma excelente bateria com um cara muito difícil e quero agradecer aos meus patrocinadores. Tem mais uma etapa lá na Taíba e vamos com tudo. Quero agradecer a todos que estavam na torcida, a galera de Ubatuba e é tudo nosso. Agora vou treinar o dobro e continuar no caminho certo, trabalhando muito para conseguir outros bons resultados". Matheus Gomes foi a grande revelação do CBSurf Xangri-lá Pro Surf. No domingo, usou os aéreos de frontside nas direitas da Praia de Atlântida, para liquidar seus adversários. Para chegar na final, superou surfistas bem mais experientes, que já fizeram parte da elite do CT, os cearenses Michael Rodrigues na semifinal e Heitor Alves nas quartas de final. Na sexta-feira, derrotou o paulista Flavio Nakagima, no primeiro duelo homem a homem da sua carreira no Circuito CBSurf Pro Surf. Os dois tinham passado juntos na primeira fase, na segunda-feira. Também barrou o ex-vice-líder do ranking, Yage Araujo, na estreia do baiano em Xangri-lá. "Poxa, eu vim lá de baixo, vim pra cá pra matar mesmo, não vim pra morrer e estou amarradão. Eu treinei bastante pra estar aqui e papai lá do céu me abençoou, para conquistar esse título", disse Matheus Gomes. "Deus tem me dado força pra poder chegar aonde eu cheguei e que toda honra e toda glória, seja dada a Ele. Eu tive baterias muito difíceis, contra o Michael (Rodrigues), o Heitor (Alves), o Nakagima (Flavio) e fui ganhando confiança a cada uma que eu vencia. Deu tudo certo e eu cheguei aonde era o objetivo pra chegar". A grande apresentação de Matheus Gomes em Xangri-lá, foi na semifinal com Michael Rodrigues. Ele começou forte, acertando os aéreos nas direitas da Praia de Atlântida para largar na frente com notas 8,50 e 6,77 nas duas primeiras ondas que surfou. Michael entrou na briga quando restavam 10 minutos, com a nota 7,17 recebida pelo seu ataque de frontside numa direita. Mas, não conseguiu os 8,11 pontos que precisava para reverter o placar de 15,27 a 13,74 pontos. Michael Rodrigues já partiu direto para a estrada, pois logo vai embarcar para o Havaí, onde tentará sua classificação para o CT 2023, na última etapa do Challenger Series em Haleiwa Beach. TOPS MUNDIAIS - Nas semifinais ficaram os últimos participantes do CBSurf Xangri-lá Pro Surf que fizeram parte da elite mundial do CT, os cearenses Michael Rodrigues e Silvana Lima e o pernambucano Paulo Moura. Os três estão na briga pelos títulos brasileiros de 2022, que serão decididos na Praia da Taíba, em São Gonçalo do Amarante, no Ceará. Silvana se manteve em terceiro no ranking, Michael subiu do 22.o para o 6.o lugar e Paulo foi da 28.a para a 8.a posição. Paulo Moura ainda compete em alto nível com seus 42 anos de idade e é o vice-presidente da nova diretoria da CBSurf eleita esse ano, com Teco Padaratz na presidência. "Eu estou duplamente feliz. Primeiro, porque sou um atleta e tenho muito amor pela profissão que escolhi muitos anos atrás. Me dedico muito e hoje estou aqui, ainda competindo em alta performance", disse Paulo Moura. "Estou feliz como atleta, mas também como vice-presidente da CBSurf, junto com o Teco Padaratz, meu irmão do coração. Agradeço a todo mundo aqui que fez parte desse show e parabenizo todos os atletas. Esse é só o começo dessa nova CBSurf, é só o começo desse sonho, de ser surfista profissional no Brasil". TÍTULOS BRASILEIROS - Depois do CBSurf Xangri-lá Pro Surf fechar a quinta e penúltima etapa da temporada, 23 surfistas seguem com chances matemáticas de conquistar os títulos brasileiros de 2022. O campeão e a campeã vão receber um prêmio extra de 30.000 Reais da CBSurf. São vinte concorrentes ao título masculino e apenas três no feminino, a nova líder, Julia Duarte, Tainá Hinckel e Silvana Lima. A vice-campeã no Rio Grande do Sul, Larissa dos Santos, derrotou Silvana na semifinal, mas teria que vencer o evento para entrar na lista. "Infelizmente, acabei não me encontrando na bateria, mas a semifinal foi um bom resultado e vamos pra decisão na Taíba. Lá vai ser o tudo ou nada", disse Silvana Lima. "Vai ser irado, vou competir em casa e estou amarradona. Eu entrei no circuito não pelo título, mas pra voltar ao ritmo de competição. Eu tinha me machucado o tornozelo no começo do ano, depois o joelho, depois a escápula, to toda remendada, mas me sentindo quase nos meus 100% nesse final da temporada. O circuito foi irado esse ano e espero que feche aí com chave de ouro". 20 CONCORRENTES - A batalha do título masculino está bem mais aberta e até o vigésimo colocado no ranking, têm chances matemáticas de superar os 20.000 pontos do novo líder, Samuel Igo. A briga entre ele e Krystian Kymerson é fase a fase. O paulista Marcos Correa (3.o do ranking), o baiano Yage Araujo (4.o) e o potiguar Alan Jhones (5.o), precisam chegar nas oitavas de final no Ceará e Michael Rodrigues (6.o) nas quartas de final, para ultrapassar os 20.000 pontos. Nesta última etapa, será descartado o pior resultado nas seis etapas de 2022. O também cearense Messias Félix (7.o), o paranaense Peterson Crisanto (10.o), o pernambucano Ian Gouveia (11.o) e o potiguar Mateus Sena (13.o), têm que chegar na semifinal na Praia da Taíba, para superar a pontuação do Samuel Igo. O pernambucano Paulo Moura (8.o), o paulista Hizunomê Bettero (9.o), o potiguar Israel Junior (11.o) e o cearense Heitor Alves (15.o), ultrapassam os 20.000 pontos se chegarem na grande final. Já para o paulista JP Ferreira (14.o), os catarinenses Luiz Mendes (16.o) e Willian Cardoso (17.o), os paulistas Alex Ribeiro (18.o) e Gabriel Klaussner (20.o) e o cearense Glauciano Rodrigues (19.o), só interessa a vitória na Praia da Taíba. O CBSurf Xangri-lá Pro Surf finalizou a penúltima etapa do Circuito Profissional da Confederação Brasileira de Surf (CBSurf) com realização da Federação Gaúcha de Surf (FGS), junto com a Associação Atlântida Pro Surf (APS) e Associação de Surfe e Esportes de Xangri-lá (ASEMUX) e patrocínio da Prefeitura Municipal de Xangri-lá, Secretaria de Turismo do Governo do Estado do Rio Grande do Sul e Restaurante 20 Barra 9, apoio da Monster Energy, Cerveja Amstel, Kinet Telecom, D1 Fitness, Juvesa concessionária Fiat, ASUN Supermercados, Floricultura Gino, APAG Incêndio, Camerite Monitoramento, STV 45 Segurança, Dream Factory, Surfland, Silverbay, Fu-Wax e Açaí do Joca Junior. Mais informações, notícias, resultados, fotos, vídeos e rankings podem ser acessados no site oficial da Confederação Brasileira de Surf: CBSurf.org.br

 

Assessoria de Imprensa do CBSurf Xangri-lá Pro Surf João Carvalho - JBC Notícias e Assessoria (48) 999-882-986 – jbcsurfnews@hotmail.com

 

RESULTADOS DO CBSURF XANGRI-LÁ PRO SURF NO DOMINGO:

Pódio masculino (David Castro/Atlântida Pro) DECISÃO DO TÍTULO MASCULINO: Campeão: Matheus Gomes (SP) por 10,83 pts (5,83+5,00) - R$ 30.000 e 10.000 pts 2.o lugar: Samuel Igo (PB) com 9,77 pts (5,27+4,50) - R$ 15.000 e 8.000 pts SEMIFINAIS - 3.o lugar com R$ 11.000 e 6.500 pontos: 1.a: Matheus Gomes (SP) 15,27 x 13,74 Michael Rodrigues (CE) 2.a: Samuel Igo (PB) 7,73 x 6,73 Paulo Moura (PE) QUARTAS DE FINAL - 5.o lugar com R$ 7.000 e 5.100 pontos: 1.a: Michael Rodrigues (CE) 14,90 x 9,17 Israel Junior (RN) 2.a: Matheus Gomes (SP) 13,50 x 11,97 Heitor Alves (CE) 3.a: Paulo Moura (PE) 10,67 x 9,27 Glauciano Rodrigues (CE) 4.a: Samuel Igo (PB) 12,17 x 9,53 Marcos Correa (SP)

Pódio feminino (David Castro/Atlântida Pro) DECISÃO DO TÍTULO FEMININO: Campeã: Julia Duarte (RJ) por 7,24 pts (3,67+3,57) - R$ 30.000 e 10.000 pts 2.o lugar: Larissa dos Santos (CE) com 6,20 pts (3,20+3,00) - R$ 15.000 e 8.000 pts SEMIFINAIS - 3.o lugar com R$ 11.000 e 6.500 pontos: 1.a: Julia Duarte (RJ) 10,90 x 8,13 Juliana dos Santos (CE) 2.a: Larissa dos Santos (CE) 8,34 x 7,00 Silvana Lima (CE) RANKINGS DO CIRCUITO BRASILEIRO CBSURF PRO: TOP-10 DO RANKING MASCULINO - 5 etapas: 01: Samuel Igo (PB) - 20.000 pontos 02: Krystian Kymerson (ES) - 19.900 03: Marcos Correa (SP) - 19.200 04: Yage Araujo (BA) - 18.700 05: Alan Jhones (RN) - 18.400 06: Michael Rodrigues (CE) - 15.200 07: Messias Felix (CE) - 15.000 08: Paulo Moura (PE) - 14.400 09: Hizunomê Bettero (SP) - 14.300 10: Peterson Crisanto (PR) - 14.100 TOP-10 DO RANKING FEMININO - 5 etapas: 01: Julia Duarte (RJ) - 34.700 pontos 02: Tainá Hinckel (SC) - 33.000 03: Silvana Lima (CE) - 30.100 04: Larissa dos Santos (CE) - 25.200 05: Julia Santos (SP) - 24.000 06: Yanca Costa (RJ) - 23.500 07: Mariana Areno (RJ) - 21.900 08: Kemily Sampaio (SP) - 19.300 09: Sol Carrion (SP) - 18.700 10: Taís Almeida (RJ) - 18.600


6 visualizações0 comentário