Buscar
  • marketing02410

Marcos Correa assume a vice-liderança do ranking brasileiro no CBSurf Xangri-lá Pro Surf

Atualizado: 21 de nov.

Ele terá um confronto direto pela liderança com Samuel Igo nas quartas de final e já foram definidas as semifinais femininas da etapa do Rio Grande do Sul

Marcos Correa (SP) (David Castro/Atlântida Pro)

O CBSurf Xangri-lá Pro Surf já definiu as quartas de final masculinas e as semifinais femininas da penúltima etapa do Circuito Profissional da Confederação Brasileira de Surf no Rio Grande do Sul. O paulista Marcos Correa assumiu o segundo lugar no ranking na sexta-feira e terá um confronto direto pela liderança com o paraibano Samuel Igo. Na categoria feminina, o destaque foi Silvana Lima, que também busca a primeira posição no ranking, que pode ser decidida numa final com a carioca Julia Duarte. A primeira chamada para as quartas de final masculinas, foi marcada para as 8h00 do sábado na Praia de Atlântida e serão transmitidas ao vivo no CBSurf.org.br e pelo canal do YouTube FGSurf Oficial, da Federação Gaúcha de Surf.

A primeira bateria do dia será entre o cearense Michael Rodrigues e o jovem potiguar Israel Junior. Na segunda, outro cearense ex-top da elite mundial do CT, Heitor Alves, enfrenta o jovem paulista Matheus Gomes. Depois, tem mais um ex-top do CT, o pernambucano Paulo Moura, contra o cearense Glauciano Rodrigues, antes da bateria que vale a liderança do ranking brasileiro para o paulista Marcos Correa. Mas, seu adversário, o paraibano Samuel Igo, também pode assumir a ponta se for o campeão do CBSurf Xangri-lá Pro Surf.

Julia Duarte (RJ) (David Castro/Atlântida Pro)


Duas surfistas também precisam da vitória na Praia de Atlântida, para tirar o primeiro lugar no ranking da catarinense Tainá Hinckel no Rio Grande do Sul. A carioca Julia Duarte é a vice-líder e vai disputar a primeira semifinal com a cearense Juliana dos Santos. E a experiente Silvana Lima, que ocupa a terceira posição, fará um confronto cearense de campeãs brasileiras com Larissa dos Santos, valendo a segunda vaga na final em Xangri-lá.

Na categoria masculina, a sexta-feira foi iniciada com três surfistas tendo chances de tirar a liderança do ranking do capixaba Krystian Kymerson. Marcos Correa foi o último a competir e conseguiu ganhar o duelo paulista com Wesley Leite, que fechou as oitavas de final do CBSurf Xangri-lá Pro Surf. Ele chegou na etapa gaúcha da Divisão Principal do Circuito Brasileiro, em quarto no ranking e tirou a vice-liderança do baiano Yage Araujo com a classificação para as quartas de final.

"As condições do mar estão bem difíceis e pegar o Wesley (Leite) numa bateria é sempre difícil também. Ele surfa bem em qualquer tipo de onda, é um amigo meu muito sangue bom, mas infelizmente só passa um e, Graças a Deus, eu acabei vencendo", disse Marcos Correa. "Agora vou pegar o Samuel Igo, que é um grande surfista também, surfa muito bem nessas condições, mas é manter o foco. Não to nem pensando em ranking agora, só em soltar meu surfe bateria por bateria e fazer o meu melhor dentro d´água. Eu venho treinando duro durante o ano todo para isso, para apresentar um bom surfe nos campeonatos".

O paraibano Samuel Igo tinha acabado de derrotar o paulista Gustavo Costa numa bateria fraca, com poucas ondas boas entrando para eles surfarem na Praia de Atlântida. O vento forte agia negativamente na formação das ondas e o placar comprovou a dificuldade, com Samuel vencendo por 9,84 a 9,30 pontos nas duas notas computadas. O paraibano já subiu da nona para a quinta posição no ranking e pode assumir a liderança, se chegar na final do CBSurf Xangri-lá Pro Surf. Para isso, terá que passar pelo novo vice-líder, Marcos Correa.|

Samuel Igo (PB) (David Castro/Atlântida Pro)

"Foi mais um degrau alcançado, mesmo com o mar mais complicado hoje. Mas, deu certo, porque me sinto confortável nessas condições, por ser nordestino", disse Samuel Igo, que há muitos anos mora no Rio de Janeiro. "Tava difícil pra mim, mas pro outro também e dei sorte de pegar duas ondas ali, pra fazer as notas que precisava. Estou contente por continuar na competição e seguir na busca do objetivo lá na frente. Mas, no momento, só quero surfar bateria por bateria e o que for de ser, vai acontecer na medida certa".

CONFRONTO DE GERAÇÕES - O terceiro concorrente pela liderança do ranking era o cearense Messias Felix, que já tem dois títulos de campeão brasileiro, conquistados em 2009 e 2012. Ele competiu no segundo duelo do dia, em um dos muitos confrontos de gerações do Circuito CBSurf Pro, com um surfista bem mais jovem, Israel Junior. O potiguar de Baía Formosa, terra do campeão mundial e campeão olímpico, Italo Ferreira, achou boas ondas e sacramentou a vitória com um aéreo nota 7,00 nas direitas da Praia de Atlântida. Israel já subiu do 19.o para o 10.o lugar no ranking com a classificação e Messias ficou na sexta posição.

Israel Junior (RN) (David Castro/Atlântida Pro) "Estou feliz com esse campeonato e com as minhas baterias aqui. Estou só focando em surfar, pegar ondas, me divertir e está fluindo", disse Israel Junior. "Eu fiz quartas de final também em Matinhos (PR) e estou somando mais um bom resultado aqui. Hoje de manhã, eu fiz um surfe bem cedo e vi que o vento tinha mudado. Está favorecendo os aéreos nas direitas e fui feliz em achar aquela onda no final, para fazer um aéreo, que me garantiu a vitória".

SEMIFINAIS FEMININAS - Depois das oitavas de final masculinas, começou a batalha pelas vagas nas semifinais femininas do CBSurf Xangri-lá Pro Surf. Quatro surfistas do Ceará disputaram as quartas de final e três venceram suas baterias. Na primeira, a jovem Juliana dos Santos voltou a mostrar a potência do seu backside nas direitas da Praia de Atlântida, contra a paulista também da nova geração, Kemily Sampaio.

Juliana vai disputar a primeira vaga para a grande final da etapa gaúcha, com a vice-líder do ranking, Julia Duarte, que dominou o duelo com a cearense Yanca Costa. A carioca está fazendo sua primeira temporada profissional esse ano e vai tentar chegar em sua terceira final consecutiva. Julinha acabou perdendo os títulos nas etapas de Matinhos (PR) e Florianópolis (SC), mas tem a chance de assumir a liderança do ranking com a vitória em Xangri-lá.

"Eu quero muito ganhar esse evento, porque tenho a chance de ser líder do ranking e aí só vai ter mais uma etapa para eu defender o título, se Deus quiser", disse Julia Duarte. "Eu quero muito chegar nessa final e vou fazer o que tiver que ser feito, pra passar essa semi. Eu to tentando fazer a mesma coisa em todas as baterias. Fiquei perto dela (Yanca Costa), para eu pegar a onda caso viesse uma boa e deu certo. Agora, quero muito ganhar esse campeonato".

DESTAQUE DO DIA - A tarefa não será fácil para Julia Duarte, pois pelo segundo dia consecutivo, a tetracampeã brasileira Silvana Lima se destacou nas ondas da Praia de Atlântida. Na quinta-feira, ela acertou até um aéreo rodando e na sexta-feira fez os recordes do CBSurf Xangri-lá Pro Surf na categoria feminina. Na vitória sobre a número 4 do ranking, a paulista Julia Santos, a cearense atingiu 12,77 pontos somando notas 7,17 e 5,60.

Silvana Lima (CE) (David Castro/Atlântida Pro)

"Estou chegando em mais uma semifinal e o objetivo é a vitória, para sair daqui na liderança do ranking. Mas, sei que tem muita coisa para acontecer ainda", disse Silvana Lima. "Eu nem imaginava que ia estar aqui brigando por mais um título brasileiro, achava que já ia estar aposentada com 38 anos de idade. Foram mais de 5 anos sem um circuito brasileiro com várias etapas e eu fico superfeliz por ver tantas meninas da nova geração. Eu amo esse esporte, amo competir e é por isso que estou aqui, ainda vivendo esse momento incrível da CBSurf".

O CBSurf Xangri-lá Pro Surf promove a penúltima etapa do Circuito Profissional da Confederação Brasileira de Surf (CBSurf) com realização da Federação Gaúcha de Surf (FGS), junto com a Associação Atlântida Pro Surf (APS) e Associação de Surfe e Esportes de Xangri-lá (ASEMUX) e patrocínio da Prefeitura Municipal de Xangri-lá, Secretaria de Turismo do Governo do Estado do Rio Grande do Sul e Restaurante 20 Barra 9, apoio da Monster Energy, Cerveja Amstel, Kinet Telecom, D1 Fitness, Juvesa concessionária Fiat, ASUN Supermercados, Floricultura Gino, APAG Incêndio, Camerite Monitoramento, STV 45 Segurança, Dream Factory, Surfland, Silverbay, Fu-Wax e Açaí do Joca Junior. A competição está sendo transmitida ao vivo no CBSurf.org.br e pelo canal do YouTube FGSurf Oficial, da Federação Gaúcha de Surf.

 

Assessoria de Imprensa do CBSurf Xangri-lá Pro

João Carvalho - JBC Notícias e Assessoria

(48) 999-882-986 – jbcsurfnews@hotmail.com

 

PRÓXIMAS BATERIAS DO CBSURF XANGRI-LÁ PRO:

QUARTAS DE FINAL – 5.o lugar com R$ 7.000 e 5.100 pontos:

1.a: Michael Rodrigues (CE) x Israel Junior (RN)

2.a: Heitor Alves (CE) x Matheus Gomes (SP)

3.a: Paulo Moura (PE) x Glauciano Rodrigues (CE)

4.a: Marcos Correa (SP) x Samuel Igo (PB)

SEMIFINAIS FEMININAS - 3.o lugar com R$ 11.000 e 6.500 pontos:

1.a: Julia Duarte (RJ) x Juliana dos Santos (CE)

2.a: Silvana Lima (CE) x Larissa dos Santos (CE)

RESULTADOS DA SEXTA-FEIRA NO CBSURF XANGRI-LÁ PRO:

OITAVAS DE FINAL - 9.o lugar com R$ 5.000 e 3.600 pontos:

1.a: Michael Rodrigues (CE) 12,00 x 10,76 Tomas Hermes (SC)

2.a: Israel Junior (RN) 13,47 x 10,57 Messias Felix (CE)

3.a: Heitor Alves (CE) 11,43 x 4,40 Pedro Dib (SP)

4.a: Matheus Gomes (SP) 11,84 x 10,57 Flavio Nakagima (SP)

5.a: Paulo Moura (PE) 10,50 x 9,90 Luciano Brulher (SP)

6.a: Glauciano Rodrigues (CE) 9,13 x 7,20 Lucas Vicente (SC)

7.a: Samuel Igo (PB) 9,84 x 9,30 Gustavo Costa (SP)

8.a: Marcos Correa (SP) 10,87 x 9,47 Wesley Leite (SP)

QUARTAS DE FINAL – 5.o lugar com R$ 7.000 e 5.100 pontos:

1.a: Juliana dos Santos (CE) 9,47 x 6,23 Kemily Sampaio (SP)

2.a: Julia Duarte (RJ) 8,67 x 3,06 Yanca Costa (CE)

3.a: Silvana Lima (CE) 12,77 x 8,50 Julia Santos (SP)

4.a: Larissa dos Santos (CE) x Sol Carrion (SP)

4 visualizações0 comentário